segunda-feira , 31 agosto 2015
data-ad-format="horizontal">
Você está aqui: Capa » Notícias » O que fazer quando sacar no terminal o dinheiro não sair e debitar da conta?

O que fazer quando sacar no terminal o dinheiro não sair e debitar da conta?

Sacar dinheiro no caixa eletrônico

Algumas pessoas já devem ter passado por algumas dessas situações: Fui sacar dinheiro no caixa eletrônico e a máquina só meu deu parte do dinheiro. Saquei no terminal, o dinheiro não veio e debitaram da minha conta corrente/poupança. Caixa Eletrônico desligou na hora de sair o dinheiro. Dinheiro não saiu mas saque aparece em extrato!

O que fazer nessas situações? Caso esteja no horário comercial você deve procurar algum atendente e solicitar informações do que deve ser feito e abrir uma reclamação. Caso esteja fora do horário comercial faça contato com o Central Telefônica do Banco para fazer a reclamação.

De acordo com as regulamentações da Febraban (Decreto 6523/2008). O banco tem o prazo de 5 dias para verificar e realizar o estorno para o cliente.

7.1. A resolução dos problemas deve ser buscada no primeiro momento do atendimento, tempestivamente. Para os casos em que isso não for possível de forma imediata, a resolução das demandas dos consumidores deve se dar em até cinco dias úteis. Para as situações de exceção, em que não for possível o cumprimento deste prazo, a instituição deve informar ao consumidor quanto a essa impossibilidade, de forma fundamentada, dando uma estimativa do prazo necessário, logo no primeiro momento da ligação, e buscando, em conjunto com ele, uma solução provisória para sua demanda.

7.1.1. Nos casos em que o cumprimento deste prazo não dependa exclusivamente da instituição e/ou de terceiros sob sua responsabilidade, e em que certamente esse prazo será ultrapassado, a instituição deve, até o quinto dia útil, ou já no primeiro momento da ligação, informar ao consumidor, de forma fundamentada, quanto ao prazo necessário, buscando, em conjunto com ele, uma solução provisória para sua demanda, sempre que possível.

7.2. Em se tratando de demanda que verse sobre serviço não solicitado ou cobrança indevida, cabe à instituição financeira demonstrar sua efetiva contratação ou o fato gerador do débito, sem o que, a cobrança por esse serviço será imediatamente suspensa.

Relacionados:

Scroll To Top