quinta-feira , 30 julho 2015
data-ad-format="horizontal">
Você está aqui: Capa » Notícias » Dívida com cartão de crédito – Direitos do Consumidor

Dívida com cartão de crédito – Direitos do Consumidor

Dívida com cartão de crédito - Direitos do Consumidor Daremos dicas de como reduzir a dívida do cartão de crédito, Como renegociar dívida do Cartão de crédito. Além de saber se pode parar na justiça porque não pagou o cartão de crédito, se uma financeira de cartão de crédito pode penhorar bens da família do devedor? O que acontece se não pagar o cartão de crédito além de ir para o SPC/Serasa? e Como cancelar o cartão de crédito mesmo com dívidas?

O devedor de cartão de crédito pode sim ter um bem leiloado, o mais certo é tentar um acordo com a administradora do cartão para que não corra o risto de ter um bem leiloado. Mas, não quer dizer que isso vá acontecer, um bom advogado consegue resolver isso bem rápido. Eles não costumam entrar com uma ação judicial porque não vale apena quando a dívida é baixa.

Se a maior parte da dívida for por juros é muito fácil resolver pedindo uma dispença dos juros com a financiadora do cartão, agora se essa dívida for realmente por gastos, ai é mais complicado, mesmo assim não se preocupe, porque para eles o mais proveitoso é recuperar o dinheiro.

1º você vai receber uma carta falando que se você não pagar será cobrado JUDICIALMENTE.
2º Se você não entrar em contato com eles, você receberá outra carta, dessa vez uma marcando o dia para audiencia.
3º O juiz irá lhe perguntar se você quer acordo, caso contrario um dos seus bens serão leiloados.

Lembre-se que, processos não são rápidos e sempre demoram, por isso mantenha a calma e procure entrar em contato com a prestadora, e faça um acordo.

A dívida será renegociada pelo valor da última fatura, sem a incidência dos juros cumulativos. Lembre-se de que a cobrança leva em conta o tempo que o consumidor ficou sem efetuar quaisquer pagamentos, enquanto o contrato de crédito continuava vigente.

Veja as dicas para sair da dívida do cartão:

– Procure a administradora de seu cartão de crédito e veja qual a possibilidade de acordo para cancelar ou suspender o cartão, reduzir a dívida e parcelar o pagamento.

– Avalie também, caso seja correntista de banco, a possibilidade de tomar um empréstimo do tipo Crédito Direto ao Consumidor (CDC) para liquidar a dívida do cartão e pagar este empréstimo em parcelas. Os juros do CDC costumam não ultrapassar 3% ao mês.

– Caso não consiga um acordo administrativo ou uma linha de financiamento para quitar a dívida, você pode recorrer a Justiça. Em uma ação judicial, é possível questionar os juros cobrados (que não podem exceder a média do mercado divulgada no site do Banco Central), a capitalização de juros, e a cobrança de multas indevidas (acima de 2% conforme Código de Defesa do Consumidor).

Redução do valor da dívida

O consumidor pode conseguir uma boa redução na dívida, mas terá que oferecer um valor para depositar em juízo mensalmente se quiser tirar seu nome do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e Serasa. Este valor tem sido fixado no máximo em 30% da renda do cliente. A cobrança de tarifas para emissão de boletos também é ilegal e pode ser questionada.

Manual prático de orientação para a negociação de dívida com cartão de crédito

A Anucc – (Associação Nacional dos Usuários de Cartões de Crédito) lançou um manual prático de orientação para a negociação de dívida com cartão de crédito www.anucc.org.br ou tel. 3104-9499. No guia, a principal recomendação esta no pedido imediato de uma proposta de renegociação, aliada ao direito de solicitar o cancelamento do cartão de crédito no ato da comunicação.

Cartilha_para usuários_cartao_crédito_ANUCC

Relacionados:

Scroll To Top