sexta-feira , 1 agosto 2014
data-ad-format="horizontal">
Você está aqui: Capa » Imposto de Renda » Novas alíquotas do Imposto de Renda Pessoa Física 2013 – IRPF 2013

Novas alíquotas do Imposto de Renda Pessoa Física 2013 – IRPF 2013

Em 2012 a alíquota do Imposto de Renda sofreu modificação em relação ao ano anterior. Quem recebe até R$ 1.637,11 mil está isento da dedução de imposto.

alíquotas do Imposto de Renda Pessoa Física

As alíquotas permanecem as mesmas (7,5%, 15%, 22,5% e 27,5%) que são aplicadas de acordo com o salário percebido pelo contribuinte.

Tabela alíquota Imposto de Renda 2013 Mensal

Tabela Progressiva para o cálculo mensal do Imposto sobre a Renda da Pessoa  Física para o exercício de 2014, ano-calendário de 2013.

          Base de cálculo mensal em R$         

          Alíquota %         

          Parcela a deduzir do imposto em R$         

        Até 1.710,78

         -

         -

        De 1.710,79 até 2.563,91

         7,5

         128,31

        De 2.563,92 até 3.418,59

         15,0

         320,60

        De 3.418,60 até 4.271,59

         22,5

         577,00

        Acima de 4.271,59

         27,5

         790,58

Tabela Progressiva para o cálculo mensal do Imposto de Renda de Pessoa Física a partir do exercício de 2012, ano-calendário de 2011.

Tabela Imposto de Renda Pessoa Física 2011:

Base de cálculo mensal em R$ Alíquota % Parcela a deduzir do imposto em R$
Até1.566,61 - -
De 1.566,62 até 2.347,85 7,5 117,49
De 2.347,86 até 3.130,51 15,0 293,58
De 3.130,52 até 3.911,63 22,5 528,37
Acima de 3.911,64 27,5 723,95

 

Despesas dedutíveis e desconto simplificado

Além do reajuste das tabelas, a MP trata, também, dos reajustes de limites para despesas dedutíveis, como dependentes, educação, aposentadoria, além do limite para o desconto simplificado das declarações de ajuste anual.

Ano-calendário Aposentadoria e pensão(mensal) Dependentes(anual) Educação(anual) Desconto simplificado
2011 R$ 1.566,61 R$ 1.889,64 R$ 2.958,23 R$ 13.916,36
2012 R$ 1.637,11 R$ 1.974,72 R$ 3.091,35 R$ 14.542,60
2013 R$ 1710,78 R$ 2.063,64 R$ 3.230,46 R$ 15.197,02
2014 R$ 1.787,77 R$ 2.156,52 R$ 3.375,83 R$ 15.880,89

Relacionados:

15 comentários

  1. 2011 SEUS BURROOSS EU PRECISO

  2. Aqui ninguem é burro nao se vc lê artigos da sua area pelo menos vê televisão “não ouve alteração na tabela de IR para janeiro/2011 ve se acorda

  3. keke issooooooooo….

  4. Estava também com a mesma dúvida deles, em relação a tabela do IR. Para janeiro é a mesma do ano passado, bão houve alteração, vamos ver a partir de fevereiro.

  5. Bens com valor inferior a 300Mil, não precisa declarar?

  6. Até o presente momento 30/03/2011 não soube de nenhuma noticia de a tabela haver mudado apenas alíquotas de IOF e outras coisas, essa informação procede? Pois não houve mudança na Tabela da Receita Federal.

  7. luiz alexandre marasca

    Só vai mudar para salários de abril em diante. O meu mudou cerca de 31,00.

  8. Digite Seu nome...

    até a presente data 004/05/2011 não houve alteração na tabela da receita federal

  9. Mas vale a partir de que mes então?

  10. Senhores, percebo um salário de 5200,00 ao mês. Quanto deverei pagar de imposto de renda agora com essa questão de várias faixas?

    Desde já, obrigado

  11. Cláudio (Anônimo, por motivos óbvios)

    Tabela Imposto de Renda Pessoa Física 2011:

    Esta primeira tabela, acima, está com os resultados dos cálculos das “Parcela a deduzir do imposto em R$”, completamente errados!! ALGUÉM AÍ TEM UMA CALCULADORA?? É SÓ MULTIPLICAR A DIFERENÇA ENTRE A FAIXA SALARIAL MAIOR DA MENOR (MESMA LINHA)PELA ALÍQUOTA CORRESPONDENTE DESSA FAIXA! TÁ ERRADO OU NÃO? Ex:R$ 1.566,62(-)R$ 2.347,85= R$ 781,23* 7,5% = R$ 58,59 e não o que está indicado na dita tabela,(R$ 117,49)!!! ( Quem calculou isso heim???)…!!!!!

  12. Cláudio (Anônimo, por motivos óbvios)

    Kenismar, no site da receita, tem um simulador de descontos/deduções do IR bem prático. Sugiro que dês uma olhadinha por lá e faças um testezinho. Inclusive, ele envolve várias situações! Ok?

  13. *****Senhores, Muitos assalariados jã não deveriam sofrer o IRRFPF. Até o ano de 1995 a famigerada tabela progressiva recebia justamente a correção pelo IPCA-E. De 1996 até o presente o governo reajusta arbitrariamente não obedecendo nenhum índice de inflação, consequentemente está defasada em 65 %. Isto é, estão nos tirando progressivamente 65% a mais todos os meses de nossos salários. Façam um exemplo de cálculo aplicando 65% sobre os valores da atual tabela e verifiquem como estamos sendo lesados. E o pior ainda. Ninguém reclama. A OAB já entrou com uma representação na justiça contra esse abuso do governo. A resposta do governo e seus aliados se desculpam que não vai pagar o pato de outros governos passados e nós que produzimos podemos pagar o pato.Diante disso e de tantos vetos do Presidente, agora Presidenta, alguém me responda? Que tipo de democracia vivemos? Democracia tem tipo? Se não! Que regime vivemos?

  14. Olá!
    Recebi do INSS um resíduo do meu benefício , que acumulou desde 1998, e eles descontaram 27,5% do total a ser recebido, referente IR na fonte, … pergunto: É legal eles descontarem essa alíquota de 27,5% sobre o total acumulado, já que foram eles que não me pagaram mensalmente? Poderei contestar essa dedução de 27,5% judicialmene?
    Obrigado
    Odorico

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top